Auto Escola Villa Carmela

Evolução dos vestidos

Evolução dos vestidos

Os vestidos são peças icônicas do guarda roupa feminino, sendo reinventados várias vezes para se adaptar aos acontecimentos de cada época, e assim recebendo vários significados diferentes em cada uma delas.

 

Anos 10

  • Saia em formato barril para dar ao corpo um formato cilíndrico;
  • Pouco brilho e extravagância.

 

Anos 20

  • Comprimento encurta, ficando logo abaixo do joelho para facilitar os movimentos e mostrar o tornozelo;
  • Vestidos de franja, com cintura baixa e muitos colares de pérolas;
  • Tecidos com seda.

 

Anos 30

  • Decote nas costas;
  • Justos e retos;
  • Boleros ou capas curtas.

 

Anos 40

  • Trench-coats;
  • Imitavam saias com casacos;
  • Estampas florais, botões e comprimento midi;
  • Um clássico da época era o vestido envelope.


Anos 50

  • Bolinhas (ou poás);
  • Cintura bem marcada e saia rodada de Christian Dior era a marca registrada da época,

 

Anos 60

  • Vestidos curtos e minissaias;

  • Cores e estampas diferentes.

Anos 70

  • Longos e esvoaçantes;
  • Coloridos;
  • Transparências e muito brilho


Anos 80

  • Lycra;
  • Cintura marcada com cintos;
  • Saias balonê e mangas bufantes


Anos 90

 

  • Tornaram-se menos chamativos;
  • Vestidos jeans



Anos 2000

 

  • Vestidos com calça ou com blusas por baixo.


Anos 2010

  • Uma mistura de todas as tendências;
  • Tule, renda, cintura marcada, sobreposições;
  • Lisos e básicos também.



Atualmente, 2022

  • Trouxe de volta todas as outras, misturando vários estilos numa mesma peça;
  • Transparência, tubinhos, recortes e decotes;
  • Estampas, neon, brilho, e mangas bufantes.

 

Imagens