Auto Escola Villa Carmela

Lei de emergência ao setor cultural pode destinar mais de R$ 8 milhões a Guarulhos

Lei de emergência ao setor cultural pode destinar mais de R$ 8 milhões a Guarulhos

Com a aprovação do projeto de lei para auxílio emergencial ao setor cultural, que obteve unanimidade em votação no Senado Federal no último dia 4 de junho, os municípios deverão receber R$ 1,5 bilhão para o pagamento de renda mensal aos trabalhadores da área. A Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc garante a destinação de um total de R$ 3 bilhões a estados e municípios para pagamento de renda emergencial a profissionais da cadeia do setor cultural, dentre os quais artistas, produtores, técnicos, entre outros.

Aprovado pelo Senado Federal sem alterações no texto votado dias antes pela Câmara dos Deputados, o projeto aguarda sanção do presidente da República.

Em Guarulhos, a Secretaria de Cultura deu início a um mapeamento cultural, disponível no endereço www.guarulhos.sp.gov.br/mapeamentocultural, iniciativa essencial para garantir que o recurso possa chegar aos artistas independentes e espaços culturais o mais rápido possível. “Os municípios terão um prazo de até 60 dias para destinar os recursos aos trabalhadores por meio de editais ou fundos municipais de cultura. Por isso, é fundamental que todos os artistas se apropriem desse cadastramento e incentivem uns aos outros ao seu preenchimento”, esclarece o secretário de Cultura, Vitor Souza.

De acordo com estimativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM), assim que sancionada a lei Guarulhos deverá receber de mais de R$ 8 milhões para aplicar em ações emergenciais no setor cultural. A renda é destinada, sobretudo, a profissionais da área artística não contemplados pelo auxílio emergencial liberado pelo governo federal.

Souza acompanhou todo o processo para a elaboração do projeto de lei junto ao Grupo de Dirigentes Municipais de Cultura do Estado de São Paulo, entidade que conta com mais de 160 municípios de 15 regiões administrativas.

“A Lei Aldir Blanc foi construída com a participação de todos os setores. No campo político, sua aprovação quase unânime pela Câmara dos Deputados e total no Senado Federal revela a conexão entre partidos até então opositores, que se uniram em meio ao entendimento da relevância da cultura e o quanto ela foi prejudicada no momento”, observa o secretário, que enfatiza ainda o impacto positivo que tal auxílio emergencial trará tanto para a economia quanto para a cultura no município.

A morte recente do compositor e cronista Aldir Blanc aos 73 anos abalou o cenário artístico brasileiro. Vítima da Covid-19, Aldir foi internado com complicação pulmonar e urinária e contraiu a doença no hospital. Em meio a uma vasta obra musical e literária, que imprimiu identidade cultural ao país, figuram clássicos como O Bêbado e a Equilibrista, canção imortalizada na voz de Elis Regina.

Fotos: Camila Rhodes/PMG

Galeria de fotos