Auto Escola Villa Carmela

Projeto do Ministério da Saúde vai agilizar atendimento nas UPAs de Guarulhos

Projeto do Ministério da Saúde vai agilizar atendimento nas UPAs de Guarulhos

As três unidades de pronto-atendimento de Guarulhos: UPA Paulista, UPA Cumbica e UPA São João estão dentro das 50 selecionadas pelo Ministério da Saúde para receber qualificação pelo método Lean. Trata-se de uma metodologia de gestão que já foi implantada em alguns hospitais públicos do país para tornar mais eficiente o atendimento nas emergências, e agora, em época de enfrentamento do coronavírus, chega às UPAs de quatro estados: Ceará, Goiás, Maranhão e São Paulo, além do Distrito Federal.

Agilidade no atendimento de pacientes, maior segurança dos procedimentos e gestão humanizada é o que propõe o processo de gestão pelo método Lean. A metodologia tem por objetivo reduzir desperdícios, melhorar os processos de trabalho e atingir maior resolutividade na assistência dos pacientes, tudo em prol da satisfação dos usuários.

O projeto é uma parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), do Rio de Janeiro, e teve início em 31 de março. Em Guarulhos, os profissionais das unidades estão sendo capacitados neste momento pelo representante do Instituto Brasileiro de Políticas Públicas, Anderson Palácio, para começar a aplicar a nova ferramenta de gestão no início de maio.

Escolha das unidades

As primeiras 50 UPAs foram selecionadas a partir da situação epidemiológica dos estados, além de alguns critérios essenciais de elegibilidade como estrutura, governança institucional e características da emergência com a prioridade estratégica. O período de implantação do projeto será de seis meses, com visitas técnicas em cada uma das 50 UPAs, e mais seis meses de monitoramento dos resultados alcançados.

Na opinião de Claudia Adriene Silvestre Machado de Melo, gerente da UPA Paulista, local onde a capacitação foi encerrada nesta segunda-feira (27), o projeto Lean deve proporcionar benefícios em curto espaço de tempo. “Minha expectativa é obter um bom resultado até agosto, otimizando espaço físico, recursos financeiros e de RH. Além disso, espero diminuir o fluxo de pacientes de baixo risco dentro do serviço de urgência e emergência, consolidando alguns processos que já temos e melhorando a qualidade da assistência prestada à população”, destacou.

Outro que se mostrou otimista com o projeto foi o médico responsável técnico pela UPA Paulista, Rodrigo Fulini. “A metodologia é de grande valia. Com certeza vai qualificar cada tempo da assistência ao paciente, proporcionando um atendimento cada vez melhor aos usuários do SUS em Guarulhos”, disse.

Já para a diretora de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Giselle Bartelotti Nunes, a iniciativa veio ao encontro do que o município almejava. “Nós já buscávamos o projeto Lean e o convite do ministério veio a calhar. É muita satisfação termos este apoio. Teremos muitos ganhos, buscaremos mais qualidade no atendimento aos nossos munícipes e, com apoio das ferramentas do projeto, nossas ações serão otimizadas com maior eficiência dos colaboradores, da gestão e, consequentemente, dos recursos financeiros”, explicou.